A Associação Meditar é uma sociedade civil sem fins lucrativos, não religiosa ou doutrinária. O primeiro núcleo surgiu em Porto Alegre-RS, e, atualmente, possui núcleos nas cidades de Santa Cruz do Sul, Lajeado, Novo Hambugo, Santa Maria, São Francisco de Paula, Capão da Canoa, Florianópolis, Chapecó e Cuiabá.

A Associação Meditar se propõe a: Difundir a prática da meditação; Congregar os praticantes da meditação; Coletar e divulgar os benefícios à saúde física e mental promovidos pela prática adequada da meditação; Criar, apoiar e promover a difusão de locais adequados para a prática de meditação (Núcleo ou Centros Meditar) no Brasil e no exterior; inclusive, com sedes rurais para abrigar seus membros em vida comunitária voltada à meditação, ao estudo, ao trabalho natural na terra, à contemplação da natureza.

Dedica-se a orientar a iniciação e o desenvolvimento das pessoas (empresa, escolas, associações) na meditação de forma clara, simples, objetiva e segura; Promover cursos, palestras, workshops, retiros e atividades voltadas à prática da meditação; Incentivar e promover a atitude mediativa, altruísta e pacífica, que implique na paz interna e externa, na não-violência, no respeito pela natureza, alimentação natural, bons valores humanos, no conhecimento e na sabedoria.

A Associação Meditar de Cuiabá se reúne as 4ª feiras - 20 h - e aos sábados - 8 h - para meditar e estudar na Academia Ligia Prieto. Endereço: Rua Min.João Alberto, 137 – Araés - Cuiabá. Informações pelo tel. (65)3052-6634.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Semana da Paz e Direitos Humanos

*Clique na imagem para ampliar
.
Cuiabá, setembro de 2011
.
21 de Setembro Dia Internacional da Paz.
.
Fórum Permanente pela Paz
.
Carta às comunidades, entidades e denominações religiosas de Cuiabá,
.
O Dia 21 de Setembro foi proclamado pela ONU como Dia Internacional da Paz, e está dedicado a comemorar e fortalecer os ideais da paz em cada nação, cada povo e entre os povos.
.
O Fórum Permanente pela Paz de Mato Grosso tem uma programação em vista desta data, envolvendo as escolas, poder público e sociedade civil.
.
Ante às diferentes formas de violência crescente em nosso Estado, no país e no mundo, que atenta aos direitos fundamentais do ser humano e da terra, deixando Mato Grosso entre os Estados mais violentos do Brasil, queremos mobilizar Cuiabá, chamar sua atenção para a necessidade urgente de construir uma cultura de paz e não-violência.
.
Entendemos que, como bem afirma o teólogo alemão Hans Küng, não haverá paz no mundo sem o diálogo entre as religiões.
.
Nós, imbuídos deste espírito, convocamos todas as comunidade, entidades e denominações religiosas a tomar parte conosco nas atividades do Fórum, em especial esta semana que chamamos de ‘Semana da Paz e Direitos Humanos’, para que as celebrações, cultos e encontros no terceiro fim de semana de setembro sejam voltados para a afirmação de valores constitutivos de uma cultura de paz. Se cada grupo social ou cidadão perceber a violência como uma prática que pode ser superada a partir das nossas escolhas cotidianas, estaremos semeando alternativas que nos ajudarão a vencer a paralisia motivada pelo medo, e a recusar a banalização da vida e da morte.
.
Convidamos também a participar conosco das demais atividades previstas no programa anexo, bem como, ajudar-nos na divulgação e mobilização.
.
Na poostagem abaixo, pequeno subsidio com o intuito de ajudar nas reflexões e orações para a construção da cultura de paz em nós, entre nós e em nossa amada terra.
.
‘Seja você a mudança que quer para o mundo’
Gandhi
.
Fraternalmente,
.
Cleofa Marlisa Flach e Maria Dulce de Resende
p/ Fórum Permanente pela Paz
.
***
Para celebrarmos e agradecermos pelo trabalho conjunto, nos confraternizaremos no dia 23.09, a partir das 18h, com moradores da Rua da Paz, bairro Pedregal, Cuiabá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário