A Associação Meditar é uma sociedade civil sem fins lucrativos, não religiosa ou doutrinária. O primeiro núcleo surgiu em Porto Alegre-RS, e, atualmente, possui núcleos nas cidades de Santa Cruz do Sul, Lajeado, Novo Hambugo, Santa Maria, São Francisco de Paula, Capão da Canoa, Florianópolis, Chapecó e Cuiabá.

A Associação Meditar se propõe a: Difundir a prática da meditação; Congregar os praticantes da meditação; Coletar e divulgar os benefícios à saúde física e mental promovidos pela prática adequada da meditação; Criar, apoiar e promover a difusão de locais adequados para a prática de meditação (Núcleo ou Centros Meditar) no Brasil e no exterior; inclusive, com sedes rurais para abrigar seus membros em vida comunitária voltada à meditação, ao estudo, ao trabalho natural na terra, à contemplação da natureza.

Dedica-se a orientar a iniciação e o desenvolvimento das pessoas (empresa, escolas, associações) na meditação de forma clara, simples, objetiva e segura; Promover cursos, palestras, workshops, retiros e atividades voltadas à prática da meditação; Incentivar e promover a atitude mediativa, altruísta e pacífica, que implique na paz interna e externa, na não-violência, no respeito pela natureza, alimentação natural, bons valores humanos, no conhecimento e na sabedoria.

A Associação Meditar de Cuiabá se reúne as 4ª feiras - 20 h - e aos sábados - 8 h - para meditar e estudar na Academia Ligia Prieto. Endereço: Rua Min.João Alberto, 137 – Araés - Cuiabá. Informações pelo tel. (65)3052-6634.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Qual o seu verdadeiro nome




Por Thich Nhat Hanh

.

Quando eu fui exilado na França, aprendi com uma garota de 11 anos que escapava do Vietnã com sua família e outros do “povo do barco” (boat people). Ela foi estuprada por um pirata, bem no seu barco. Seu pai tentou intervir, mas o pirata o jogou no mar. Depois de ser estuprada, ela se jogou no mar e se suicidou. Nós recebemos a notícia deste evento no escritório da nossa Associação Budista em Paris. Eu fiquei tão aborrecido que não conseguia dormir. Eu senti raiva, culpa e desespero.
.

Naquela noite na meditação sentada, me vi nascendo como um bebê em uma família de pescadores muito pobres na costa da Tailândia. Meu pai era pescador. Ela não sabia ler, e nunca foi ao templo; nunca recebeu nenhum ensinamento budista ou outro tipo de educação. Os políticos, educadores e assistentes sociais na Tailândia nunca ajudaram meu pai. Minha mãe também era analfabeta e não sabia como criar os filhos. A família do meu pai sempre foi de pescadores pobres há muitas gerações – meu avô e meu bisavô também foram pescadores. E quando eu fiz 13 anos, me tornei também um pescador. Nunca fui a escola e nunca ouvi os ensinamentos do Buda. Nunca me senti amado ou entendido, e vivi na pobreza crônica que passou de uma geração para a seguinte.
.

Então um dia outro pescador jovem me disse: “Vamos para o oceano. Há pessoas do “povo do barco” que passam perto daqui e eles frequentemente carregam jóias e ouro, às vezes até dinheiro. Apenas uma viagem e podemos nos libertar da pobreza.” Eu aceitei o convite. Pensei: “precisamos apenas levar um pouco das jóias, não fará nenhum mal e então nos libertaremos da pobreza.” Assim me tornei um pirata. A primeira vez que saímos e nem sabia que tinha me tornado um pirata. Mas uma vez no oceano, eu vi outros piratas estuprando meninas nos barcos. Eu nunca havia tocado numa menina, nunca nem havia segurado as mãos ou saído com uma. Mas no barco havia uma menina muito bonita e não havia policiais para me proibir. Eu via outros fazendo isso e me perguntei: “Porque não deveria provar também? Pode ser minha chance de experimentar o corpo de uma menina.” Portanto eu fiz.
.

Se você estivesse no barco e tivesse uma arma, poderia atirar em mim, mas isso não me ajudaria. Ninguém me ensinou como amar, como entender, como ver o sofrimento dos outros. Meu pai e minha mão também não foram ensinados. Eu não sei o que é saudável e o que não é, eu não entendo causa e efeito. Eu estava vivendo na escuridão. Se você tivesse uma arma, poderia atirar em mim e eu morreria. Mas você não seria absolutamente capaz de me ajudar.
.

Enquanto eu continuava sentado, vi centenas de bebês nascendo naquela noite na costa da Tailândia sob as mesmas condições, muitos deles meninos. Se os políticos e ministros da Cultura pudessem olhar em profundidade, veriam que em vinte anos aqueles bebês se tornariam piratas. Quando eu pude ver isso, entendi os atos do pirata. Quando me coloquei na situação de nascer em uma família sem instrução e pobre, por gerações, vi que não poderia evitar me tornar um pirata. Quando vi isso, meu ódio desapareceu e eu pude sentir amor pelo pirata.
.

Quando vi aqueles bebês nascendo e crescendo sem ajuda, sabia que tinha que fazer algo de forma que eles não se tornassem piratas. A energia do bodisatva, um ser compassivo com amor sem limites, cresceu dentro de mim. Eu não sofria mais. Eu podia abraçar não apenas a menina de 11 anos que havia sido raptada, mas também o pirata.
.

Quando você se dirige a mim como “Venerável Nhat Hanh”, eu digo “Sim”. Quando você chama o nome da menina que foi estuprada eu também digo “Sim”. E se você chamar o nome do pirata, também direi, “Sim”. Se eu tivesse nascido naquela área sob aquelas circunstâncias, eu poderia ter sido a menina ou o pirata.
.

Eu sou a criança do Congo, todo pele e osso, com minhas duas pernas finas como bambu. E sou também o mercador de armas, vendendo armas mortais para o Congo. Aquelas crianças pobres no Congo não precisam de bombas; precisam de comida. Mas aqui nos Estados Unidos, eu vivo de produzir armas e bombas. Se nós queremos que outros queiram armas e bombas então temos que produzir guerras. Se você chamar o nome da criança do Congo, eu digo “Sim”. Se você chamar o nome daqueles que produzem bombas e armas, eu também digo “Sim”. Quando sou capaz de ver que sou todas essas pessoas, meu ódio não está mais presente, e eu fico determinado a viver de forma que possa ajudar as vítimas, e possa ajudar aqueles que criam guerra e destruição.
.

Se não tivermos achado nosso verdadeiro lar será difícil ter um nome verdadeiro. Nosso nome deveria nos dar um sentimento de estar em casa. A sociedade pode nos rotular como franceses ou americanos, ou talvez nos chamar de afro-americano, quer nos sintamos em casa com o nome ou não. Às vezes não estamos confortáveis com nossa cultura, sociedade, igreja e não nos sentimos no nosso lar. Portanto o nome que os outros nos dão não é nosso verdadeiro nome. Mas não podemos achar nosso verdadeiro nome a não ser que tenhamos um lar verdadeiro.
.

Além de perguntar sobre nosso verdadeiro lar e nosso verdadeiro nome, podemos também perguntar, “Eu tenho uma verdadeira cor?” Isto também é muito difícil. Às vezes não estamos confortáveis com nossa cor, seja negro, mulato, amarelo ou branco. Podemos ter vergonha da nossa cor por que no passado nossos ancestrais podem ter feito coisas que não temos orgulho. Portanto, mesmo que você tenha uma pele branca, pode não gostar dela. Você pode não gostar de ser chamado de branco.
.

Todos devemos ter uma verdadeira cor que seja livre desses tipos de sentimento, desses tipos de complexos. Portanto em termos de geografia, de raça, de cultura, estamos confusos e não sabemos quem somos ou onde nosso verdadeiro lar está. A felicidade verdadeira não pode ser achada a não ser que achemos nosso verdadeiro lar. Para achar nosso verdadeiro lar temos que nos aceitar como somos.
.

O Buda viveu em uma sociedade que era muito dividida pelo sistema de castas. Os brâmanes, a casta dos padres, se acreditam superiores. Havia também aqueles fora das castas que viviam na base da sociedade. O Buda sempre falava sobre o sistema de castas, e falava de nobreza em termos de pensamentos, palavras e ações e não em termos de ancestrais ou raça. Nos ensinamentos do Buda, é muito claro que o que determina o valor de uma pessoa não é sua raça ou casta, mas seus pensamentos palavras e ações.
.

Não somos nobres por causa da nossa raça, mas pelo nosso modo de pensar, nosso modo de agir e nosso modo de falar. Há muitos que acreditam que são nobres, mas cujas vidas absolutamente não são nobres. Seu modo de pensar, falar e agir é ignóbil, portanto não há nada neles que possa ser chamado de nobre. Há pessoas, não importando o grupo étnico ao qual pertençam, cujo modo de pensar é cheio de entendimento, compaixão e irmandade, cuja maneira de falar é cheia de esperança e confiança, e cujo modo de agir é cheio de compaixão. É fácil ver a nobreza neles.
.

De acordo com os ensinamentos do Buda, todos têm a semente da equanimidade e da não discriminação dentro de si. Se formos capazes de tocar esta semente dentro de nós, a sabedoria da não discriminação se manifestará, e não sofreremos ou faremos outros sofrerem.
.

Vamos olhar para nosso corpo para outro exemplo. Chamamos uma mão de mão esquerda e a outra de mão direita. Elas são distintas e não fazemos confusão entre elas. Minha mão direita escreveu quase todos os meus poemas. (...) Ainda assim minha mão direita nunca teve complexo de superioridade. Minha mão direita não pensa ou diz coisas como: ”Mão esquerda, você sabe que eu escrevi quase todos os poemas? Você sabe que eu posso fazer caligrafia? Eu posso convidar o som do sino? E você, mão esquerda, não parece ser boa para nada!” Minha mão direita nunca pensa deste modo, nunca tem essa atitude. Minha mão direita nunca é capturada por um complexo de superioridade. Um complexo de superioridade nos faz sofrer. Não é apenas quando temos baixa auto-estima que sofremos, mas quando temos alta auto-estima – o sentimento que somos mais poderosos, mais talentosos, mais importantes – também sofremos.
.

Embora minha mão esquerda não tenha escrito poemas ou feito caligrafia, não sofre de nenhum complexo de inferioridade. É maravilhoso. Ela não sofre absolutamente. Não há comparação, não há baixa auto-estima. É por isso que minha mão esquerda é perfeitamente feliz.
.

Um dia eu estava tentando pendurar um quadro na parede. Minha mão esquerda estava segurando um prego e minha mão direita um martelo. Neste dia, não sei por que, ao invés de bater no prego, eu bati no meu dedo. Quando acertei o meu dedo, minha mão esquerda sofreu. Imediatamente a mão direita largou o martelo e tomou conta da mão esquerda do modo mais carinhoso, como se estivesse tomando conta de si mesma. Ela não via isso como sua obrigação. Este tipo de coisa aconteceu muito naturalmente; minha mão direita faz coisas para minha mão esquerda como se tivesse fazendo para si mesma.
.

O psicólogo Fritz Perls escreveu um poema que dizia: “Você é você, e eu sou eu, e se por acaso nos encontrarmos, será bonito. Senão, não poderemos ser ajudados.” Eu discordo do sentimento por trás desse poema. Minha mão direita não diz: “Eu sou eu e você é você, nós somos mãos diferentes.” Não há esse tipo de pensamento. Minhas duas mãos praticam perfeitamente o ensinamento do Buda de que não há eu separado.
.

Minha mão direita considera o sofrimento da mão esquerda como seu próprio sofrimento. É por isso que fez tudo para tomar conta da mão esquerda. Minha mão esquerda não estava com raiva. Ela não disse: “Você, mão direita, me fez injustiça. Dê-me o martelo. Eu quero justiça!” Ela não tinha tais pensamentos. Isto confirma que há uma inerente sabedoria na minha mão esquerda, a sabedoria da não discriminação. Quando temos essa sabedoria, absolutamente não temos que sofrer. A sabedoria da não discriminação em sânscrito é nirvikalpajñana. Vikalpa é discriminação, nirvikalpa e não discriminação e jñana significa sabedoria. Esta sabedoria é inata em todos nós.
.

Extraído do livro “Together we are one”– Thich Nhat Hanh; Traduzido por Leonardo Dobbin.

terça-feira, 26 de julho de 2011

Palavras do Darma - Acessar a Verdade




Buda recomendava que analisassem e refletissem sobre seus ensinamentos, antes de os aceitar.

Ele não queria que as pessoas concordassem cegamente, mas que verificassem em si mesmos se o ensinamento era correto ou não: porque se achar que não é correto, descarte, jogue fora”.
Embora Buda sempre falasse o Darma Verdadeiro, a compreensão das pessoas variava.

Não que uma pessoa seja melhor do que outra. Nossas habilidades são, definitivamente, únicas. Somos semelhantes e ao mesmo tempo, diferentes. Em determinados momentos, devido a causas e condições, nossa capacidade de absorção, de compreensão, varia.

Cada um, cada uma de nós, neste instante, é a manifestação do Darma Correto.
Entretanto, se não houver prática, reflexão, treinamento, não haverá realização. Realização é tornar real. É a ação real, verdadeira, onde se manifestam todas as experiências do passado e todas as possibilidades do futuro.

Monja Coen
Extraído de “Palestra do Darma” na Comunidade Zen Budista – 22/02/2011

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Retiro "Medicina Interior" - 26, 27 e 28 de Agosto



Queridos amigos, irmãos e irmãs na cultura da paz,

Informamos abaixo a programação do retiro com o Dr. Ênio Burgos, que ocorrerá nos dias 26, 27 e 28 de agosto de 2011.

Destacamos que o número de vagas é limitado, havendo pré-requisito para participação no encontro.

Retiro Silencioso: “Medicina Interior – A medicina do coração e da mente”
Dias: 26, 27 e 28 de agosto de 2011
Local: Chapada dos Guimarães - MT
Orientador: Ênio Burgos; autor do livro Medicina Interior.
Pré-Requisito: Leitura do livro “Medicina Interior, a medicina do coração e da mente”
Observação: Trata-se de um retiro onde estaremos aprofundando a prática da meditação (sentada, andando e na alimentação).

Dr. Ênio Burgos é médico, físico e fundador da Editora Bodigaya e da Associação Meditar, além de escritor e tradutor de Thich Nhat Hanh no Brasil.

Informações e inscrição:
Academia Ligia Prieto
Rua Ministro João Alberto, nº 137 – Araés
Fone: (65) 3052-6634 – Ligia
Mais informações no site da Associação Meditar de Cuiabá:
http://www.associacaomeditardecuiaba.blogspot.com/

sábado, 2 de julho de 2011

IV Visita de SS o Dalai Lama ao Brasil


IV Visita de Sua Santidade
o Dalai Lama ao Brasil


15 a 17 de setembro de 2011
São Paulo, SP

Maiores informações e inscrições a partir de 15 de julho


Dia 15, quinta-feira, das 14h30 às 16h
Palestra de Sua Santidade o Dalai Lama dirigida às lideranças empresariais:
Nova Consciência nos Negócios – Valores para um Mundo Sustentável – Um Movimento de Transformação
Composição da mesa: Dra. Cristiane Bomeny e Dr. Ozires Silva.
Local: Teatro WTC – localizado no São Paulo World Trade Center
Av. das Nações Unidas, 12.551
Ao lado da Ponte Estaiada - Brooklin Novo - São Paulo, SP.

O mundo econômico revela nosso nível de consciência, visto que diante da realidade da interdependência nada se desenvolve ou expressa de maneira isolada. As mudanças das últimas décadas e o conhecimento sobre a dinâmica das forças ambientais requerem uma nova postura, capaz de gerar comprometimento com os princípios da co-responsabilidade. O espírito das novas soluções econômicas assinala a necessidade de uma união entre percepção sistêmica, valores universais e práticas comerciais.

Cristiane Bomeny formou-se em Medicina, em Denver, Colorado, USA, e doutorou-se em Naturopatia, Homeopatia e Interação Medicamentosa, pelo S. College of Naturopathy, Arkansas, USA. Voltada para a pesquisa em prevenção e manutenção da Saúde, desenvolveu uma solução revolucionária, concebida como “Medicina Progressiva”, que resultou na fundação da empresa Geraluz. Possui ampla experiência empresarial no desenvolvimento de projetos e empreendimentos nos Estados Unidos, Brasil, Caribe e Europa. Viveu, estudou e pesquisou suas áreas de interesse na Índia, Nepal e Tailândia.

Ozires Silva iniciou sua carreira como Oficial Aviador da Força Aérea Brasileira e graduou-se em Engenharia Aeronáutica pelo ITA - Instituto Tecnológico de Aeronáutica. Iniciou projetos de aviões que justificaram a criação da EMBRAER - Empresa Brasileira de Aeronáutica, cuja equipe de constituição liderou. Presidiu a empresa desde sua fundação em 1969 até sua privatização em 1994, participando das iniciativas que a levaram ao seu sucesso no mercado mundial. Foi Presidente da PETROBRAS e da VARIG e Ministro de Estado da Infra-Estrutura. Participa de várias entidades de classe empresariais e preside ou é membro de vários Conselhos de Administração de empresas ou instituições. Tem se dedicado à Educação no Brasil e é Reitor da UNIMONTE.



Dia 16, sexta-feira, das 9h às 15h30
Diálogo de Sua Santidade o Dalai Lama com pesquisadores estrangeiros e brasileiros em torno dos estados de consciência e os conhecimentos a cerca das práticas contemplativas, como a meditação, e seus efeitos no cérebro.
Simpósio Estados de Consciência: Encontro entre o Saber Tradicional e o Científico.
Local: Golden Hall do São Paulo World Trade Center.
Avenida das Nações Unidas, 12.551 - Brooklin Novo - São Paulo, SP


Sessão matutina: Acessando os Estados de Consciência

9h às 9h10 – Sumário e histórico do encontro - Dr. Luiz Eugênio A. M. Mello - Universidade Federal de São Paulo (moderador para a sessão matutina)
9h10 às 9h20 – Apresentação de Sua Santidade o Dalai Lama e conferencistas da manhã - Dr. Luiz Eugênio A. M. Mello
9h20 às 9h35 – Cerimônia de Abertura com a presença do Dr. Claudio Lottenberg - Presidente do Hospital Albert Einstein; Dr. Walter Manna Albertoni - Reitor da Universidade Federal de São Paulo.
9:35 às 9:55 – Estado mínimo de consciência – implicações clínicas - Dra. Caroline Schnakers - University of Liége, Belgium
9h55 às 10h15 – Estado mínimo de consciência – pesquisas com neuroimagem - Dr. Adrian Owen - University of Cambridge, England
10h15 às 11h30 – Estados mínimos e pouco usuais de consciência - Observações de Sua Santidade o Dalai Lama com participação do Geshe Lobsang Tenzin Negi seguidas de diálogo.


Sessão vespertina: Práticas Contemplativas, Cérebro e Emoções

13h30 às 13h40 – Apresentação dos conferencistas da tarde - Dra. Elisa H. Kozasa - Instituto do Cérebro/Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein e Universidade Federal de São Paulo (moderadora para a sessão vespertina).
13h40 às 14h00 – Plasticidade cerebral, cognição e emoções - Dr. Edson Amaro - Universidade de São Paulo e Instituto do Cérebro/ Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein.
14h00 às 14h20 – Aplicações clínicas de práticas contemplativas - Dra. Tamara Russell - King's College London - England.
14h20 às 14h45 – Práticas contemplativas para o desenvolvimento de emoções positivas - Geshe Lobsang Tenzin Negi
14h45 às 15h30h –Neuroplasticidade e práticas contemplativas – Observações de Sua Santidade o Dalai Lama seguidas de diálogo.


Adrian Owen é neuropsicólogo, com doutorado pelo Instituto de Psiquiatria de Londres. Nos últimos 20 anos seus testes psicológicos tem sido utilizados em mais de 600 publicações científicas sobre doenças neurológicas e psiquiátricas, incluindo Mal de Parkinson, Alzheimer, Depressão, Esquizofrenia, Autismo e outras. Trabalhou no Canadá (Cognitive Neuroscience Unit do Montreal Neurological Institute, McGill University) onde publicou artigos sobre vários temas, principalmente memória operacional. Iniciou o programa de neuroimagem do Cognition and Brain Sciences Unit no Medical Research Council, em Cambridge, onde foi nomeado Diretor Assistente em 2004. Em 2010, mudou-se novamente para o Canadá, onde é responsável pelo Excellence Research Chair in Cognitive Neuroscience and Imaging da Universidade de Western Ontario. Publicou mais de 170 trabalhos científicos, incluindo o primeiro artigo da revista Science mostrando que é possível se comunicar com pessoas em estado minimamente consciente.

Caroline Schnakers é neuropsicóloga, formada pela University of Liège e trabalha com o Coma Science Group desde 2002. Esteve envolvida em validação e treinamento da Escala de Recuperação de Coma na rede Belga para estudo de estado vegetativo e minimamente consciente. Desenvolveu um DVD educativo (disponível sem custos) em como avaliar alterações crônicas de consciência. Ela é especialista em eletrofisiologia e investiga a detecção de sinais de consciência em sobreviventes ao coma. Pós-doutorada pelo JFK Johnson Rehabilitation Institute and New Jersey Neuroscience Institute de Edison , New Jersey, EUA. Faz parte da equipe que investiga técnicas de comunicação com pacientes em estados minimamente conscientes.

Edson Amaro Júnior é graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, com especialização em neurorradiologia. Doutor e livre-docente pela mesma instituição. Pós-doutorado no Instituto de Psiquiatria de Londres em técnica de ressonância magnética funcional. Atualmente é coordenador do Instituto do Cérebro do Hospital Albert Einstein e coordenador do Grupo de Neuroimagem funcional da FMUSP. É neurorradiologista do Instituto de Radiologia do HC/FMUSP e do Centro Diagnóstico de Imagem do Hospital Israelita Albert Einstein. É autor de mais de 100 artigos científicos, principalmente utilizando imagens de ressonância magnética funcional para estudo cerebral em diversas condições.

Elisa Harumi Kozasa é uma das pioneiras nas pesquisas sobre os efeitos de práticas contemplativas para a saúde no Brasil. É formada em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo. Seus mestrado e doutorado foram realizados no Depto. de Psicobiologia da Universidade Federal de São Paulo. Participou como Research Fellow do Mind and Life Summer Research Institute. Em 2006 participou do diálogo com o Dalai Lama sobre Ciência e Espiritualidade. É pesquisadora visitante do Instituto do Cérebro do Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein e realiza pesquisas no Depto. de Psicobiologia da UNIFESP. É instrutora de Aikido 5º Dan faixa preta. Possui certificação internacional como instrutora do programa Cultivating Emotional Balance, tendo sido treinada por Paul Ekman e Alan Wallace.

Geshe Lobsang Tenzin Negi é professor do Departamento de Religião da Emory University e diretor da parceria Emory–Tibet. É também co-diretor do Robert A. Paul Emory-Tibet Science Initiative. Depois de estudar no Institute of Buddhist Dialectics, obteve o doutorado no Emory Institute of Liberal Arts. Atua como elo entre a Emory e instituições tibetanas de ensino superior, e tem desempenhado papel chave no estabelecimento das filiações entre a Emory University e o Institute of Buddhist Dialectics, a Library of Tibetan Works and Archives, e o Mosteiro Drepung Loseling. Ministra cursos sobre psicologia e filosofia budista, medicina mente/corpo, e a interface entre o pensamento budista e a ciência modera. Ele também conduz uma série de estudos científicos sobre a meditação da compaixão. É fundador e diretor espiritual do Mosteiro Drepung Loseling de Atlanta.

Luiz Eugênio Mello é graduado em Medicina pela Escola Paulista de Medicina (EPM), mestre e doutor em Biologia Molecular pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), pós-doutorado em neurofisiologia pela University of California, Los Angeles. Professor Titular de Fisiologia da EPM/UNIFESP. Membro Titular das Academias de Ciências do Estado de São Paulo (ACIESP) e do Brasil (ABC). Comendador da Ordem Nacional do Mérito Científico na classe Grã-Cruz. Especializa-se e atua profissionalmente nas seguintes áreas: neurociências, mecanismos básicos da acupuntura, terapias celulares, epilepsia, doenças neurodegenerativas, gestão de ciência e tecnologia.

Tamara Russell é doutora em Psicologia e Psicóloga Clínica, com mestrado em Neurociência e especialização em Intervenções com Base em Atenção Plena para populações psiquiátricas e saudáveis. É membro da Organizational Cognitive Neuroscience Association e da British Neuroscience Society, co-editora da publicação Methods in Mind (MIT), bem como professora convidada da Psychosis Division do Institute of Psychiatry, King’s College, Londres. Sua pesquisa e atuação profissional envolvem a psicologia clínica, a neurociência e as práticas contemplativas. Ela ministra treinamento sobre as intervenções baseadas na Atenção Plena em entidades públicas e privadas de vários países. Criou o Body in Mind Training, programa implementado especificamente para populações com distúrbios psiquiátricos mais severos. Presta consultoria a escolas que desejam incluir treinamento atencional, emocional e social ao currículo através dos programas MindUp e Roots of Empathy. Desenha e implementa projetos de pesquisa internacionalmente. É instrutora qualificada de artes marciais e Tai Chi, tendo sido premiada em competições internacionais.



Dia 17, sábado, das 9h30 às 11h30
Palestra Pública de Sua Santidade o Dalai Lama dirigida a todos os interessados.
Convivência Responsável e Solidária.
Local: Pavilhão Oeste do Parque das Convenções do Anhembi
Av. Olavo Fontoura 1.209 - entrada pelo portão 38 – São Paulo, SP
Entrada franca (necessária a inscrição prévia)

A forma como vemos o mundo a nosso redor e os outros, o modo como interpretamos as circunstâncias e os eventos que acontecem à nossa volta podem definitivamente afetar a forma como reagimos a esse entorno, ao nosso mundo e a seus problemas. Esta é nossa perspectiva fundamental. E creio que isto se relaciona diretamente com nossa capacidade para superar problemas e cultivar a felicidade. Para fazer frente às transformações do mundo contemporâneo, acredito que os seres humanos terão que desenvolver um maior sentido de responsabilidade universal. Cada um de nós terá de aprender a trabalhar não apenas para si, sua família ou país, mas em benefício de toda a humanidade. A responsabilidade universal é a verdadeira chave para a sobrevivência humana.


Dia 17, sábado, das 13h30 às 15h30
Palestra de Sua Santidade o Dalai Lama baseada em textos tradicionais budistas.
Cultivando Emoções Construtivas
Local: Golden Hall do São Paulo World Trade Center.
Avenida das Nações Unidas, 12.551 - Brooklin Novo - São Paulo, SP

Conforme os ensinamentos budistas, os estados mentais positivos são aqueles que propiciam serenidade, confiança e felicidade. Os negativos, ou destrutivos, provocam perturbações que não atingem apenas a nós, mas igualmente aqueles que estão à nossa volta, tornando-se, na maioria das vezes, fonte de sofrimento desnecessário. Educar-nos a fim de minimizar as emoções destrutivas requer superar comportamentos e padrões de reação automatizados. A implementação de meios hábeis e práticas meditativas para cultivar os antídotos necessários pode reverter os efeitos negativos de nossas reações a eventos inquietantes. A fim de cultivar a compaixão e a sabedoria – meios exemplares do desenvolvimento interior – precisamos determinação e autoconfiança, cujos frutos não apenas beneficiarão a nós, mas igualmente a todos aqueles com quem compartilhamos nossos dias. Não há maior conquista do que uma mente pacificada e um coração apaziguado.



■Organização

Associação Palas Athena


■Co-realização

Urbaniza - Sustainable Solutions for New Econimical Needs
WTC Centro de Convenções
Prefeitura de São Paulo
SPTuris - São Paulo Turismo
Albert Einstein - Sociedade Beneficente Israelita Brasileira


■Apoio

UNIFESP - Universidade Federal de São Paulo
FMUSP - Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
ESPM - Escola Superior de Propaganda e Marketing



■Colaboração

Geraluz



■Instituições Anfitriãs

Associação Brasileira de Cultura Tibetana
Associação Brasileira de Psicologia Transpessoal
Associação Meditar
Associação Terra da Paz
Centro Budista Casa de Dharma
Centro Budista Mandala de Guyasamaja
Centro Budista Tibetano Kagyü Pende Gyamtso
Centro Budista Sakya-Tsarpa Thupten Deckyid Hoedbar
Centro de Dharma Buda da Compaixão
Centro de Dharma Shapa-Kagiu
Centro de Cultura Tibetana
Centro de Estudos Budistas Bodhisatva
Centro de Estudos Budistas Nalanda
Centro Lótus
Centro Sakya
Centro Shiva Lha
Ciência Meditativa
Colegiado Buddhista Brasileiro
Comunidade Internacional Dzogchen Brasil
Comunidade Zen Budista Zendô Brasil
Dharmanet
Editora Bodigaya
Foundation for the Preservation of the Mahayana Tradition
Grupo de Estudos Karma Kagyu
Instituto Nyingma do Brasil
Karma Theksum Chokhorling
Ordem Budista Triratna
Paz a cada Passo
Sangha Plena Consciência
Shambhala Brasil
Shanga Kagen – Sherab Ling
Sociedade Soto Zen do Brasil
Templo Budista Higashi Honganji
Templo Zen Ti
Tergar Meditation Community


--------------------------------------------------------------------------------

English Version

IV Visit of His Holiness the
Dalai Lama to Brazil


September 15 – 17, 2011
São Paulo, SP

Further information and registration after July 15th


Sept. 15, Thursday, from 14:30 to 16:00
Address of His Holiness the Dalai Lama to business leaders
New Awareness in Business – Values for a Sustainable World – A Movement for Transformation
Hosts: Dra. Cristiane Bomeny e Dr. Ozires Silva.
Venue: WTC Theatre – São Paulo World Trade Center São Paulo
Av. das Nações Unidas, 12.551
Near the Ponte Estaiada - Brooklin Novo - São Paulo, SP.

The business world reflects our state of consciousness for the reality of interdependence does not allow anything to develop or manifest in isolation. The changes of the last decades and the knowledge we have gained about the dynamics of environmental forces require a new attitude, capable of producing commitment with the principles of co responsibility. The spirit of the new economic solutions is marked by the need for unification between systemic outlook, universal values, and commercial practices.

Cristiane Bomeny graduated in Medicine in Denver, Colorado, USA, and obtained a doctorate degree in Naturopathy, Homeopathy and Drug Interactions from S. College of Naturopathy, Arkansas, USA. Focused on research for prevention and maintenance of health, she developed a revolutionary solution named “Progressive Medicine”, which led to the creation of the Geraluz company. Owns ample business experience in the development of projects and companies in U.S.A., Brazil, the Caribbean and Europe. Lived, studied and conducted research in India, Nepal and Thailand.

Ozires Silva started his career as Officer of the Brazilian Air Force, having graduated in aeronautic engineering from ITA - Instituto Tecnológico de Aeronáutica. Started projecting planes which gave rise to the creation of EMBRAER - Empresa Brasileira de Aeronáutica, having leaded the initial team. Was president of the company from its foundation in 1969 up to its privatization in 1994, having led it to success in the international market. Was president of PETROBRAS and VARIG, and also Minister of Infrastructure of the Brazilian Federal Government. Presides or is member of the board of several companies and administration boards of companies and professional entities. Presently dedicated to Education in Brazil, he and is the dean of UNIMONTE.



Sept. 16, Friday, from 9:00 to 15:30
Dialog between His Holiness the Dalai Lama and local and international researchers on states of consciousness and the effects of contemplative practices, such as meditation, on the brain.
Symposium: States of Consciousness: Ancient Knowledge meets Neuroscience.
Venue: Golden Hall of the São Paulo World Trade Center.
Avenida das Nações Unidas, 12551 - Brooklin Novo - São Paulo, SP


Morning session: Accessing States of Consciousness

9:00 to 9:10 - Summary and background of the meeting – Dr. Luiz Eugênio A. M. Mello - Universidade Federal de São Paulo, Brazil (morning session moderator).
9:10 to 9:20 - Introducing the panelists and His Holiness the Dalai Lama – Dr. Luiz Eugênio A. M. Mello.
9:20 to 9:35 - Opening Ceremony with - Dr. Claudio Lottenberg - President of the Hospital Albert Einstein, Brazil; Dr. Walter Manna Albertoni- Dean of the Universidade Federal de São Paulo, Brazil.
9:35 to 9:55 - Minimally conscious state – clinical implications - Dr. Caroline Schnakers - University of Liége, Belgium.
9:55 to 10:15 - Minimally conscious state - Neuroimaging research - Dr. Adrian Owen - University of Cambridge, England.
10:15 to 11:30 - Minimally and unusual states of consciousness - Remarks by His Holiness the Dalai Lama, with contributions by Geshe Lobsang Tenzin Negi followed by dialog.


Afternoon session: Contemplative Practices, Brain and Emotion

13:30 to 13:40 - Introducing the panelists - Dr. Elisa H. Kozasa- Instituto do Cérebro/ Instituto Israelita de Ensino e Pequisa Albert Einstein and Universidade Federal de São Paulo (afternoon session moderator).
13:40 to 14:00 - Brain plasticity implications in cognition and emotions - Dr. Edson Amaro - Universidade de São Paulo and Instituto do Cérebro/ Instituto Israelita de Ensino e Pequisa Albert Einstein.
14:00 to 14:20 - Clinical applications of contemplative practices - Dr. Tamara Russell - King's College London - England.
14:20 to 14:45 - Contemplative practices for developing positive emotions – Geshe Lobsang Tenzin Negi – Emory University.
14:45 to 15:30 – Brain plasticity and contemplative practices - Remarks by His Holiness the Dalai Lama followed by dialog.


Adrian Owen Psychology B.Sc. (Hons), Department of Psychology, University College London, and Ph.D. Frontostriatal Mechanisms in Planning and Attention Institute of Psychiatry, University of London. Over the last 20 years his psychological tests have been used in over 600 scientific papers published on a number of neurologic and psychiatric diseases such as Parkinson, Alzheimer, Depression, Schizophrenia, and Autism. Worked at the Cognitive Neuroscience Unit of the Montreal Neurological Institute of the McGill University where he published articles on several subjects, and mainly operational memory. Started the Neuroimaging Program of the Cognition and Brain Sciences Unit at the Medical Research Council, Cambridge, where he was Assistant Director. In 2010 he moved back to Canada where he is now Excellence Research Chair in Cognitive Neuroscience and Imaging at the University of Western Ontario. Wrote over 170 scientific articles including the first to appear in Science magazine showing that it is possible to communicate with persons in minimally conscious states.

Caroline Schnakers Bachelor, DEA, and PhD in Psychological Sciences, University of Liège,Belgium. Presently works at the Coma Science Group, Cyclotron Research Center of the University of Liège. Her research has been focused on validation and training on the scale of coma recovery and the study of vegetative and minimally conscious states. She developed an educational DVD (available free of cost) on how to assess chronic consciousness alterations. She specializes in electrophysiology and investigates the detection of conscious signs in coma survivors. Post-doctorate from JFK Johnson Rehabilitation Institute and New Jersey Neuroscience Institute, Edison , New Jersey, U.S.A. She is part of the research team working on techniques for communicating with minimally conscious patients.

Edson Amaro Júnior – Graduation and PhD in Medicine from the Universidade de São Paulo, with specialization in Neuroradiology. He is an associate professor at the same institution. Post-doctorate degree from the Psychiatry Institute, London – functional MRI technique. Presently coordinates the Instituto do Cérebro of the Hospital Albert Einstein, and also coordinates the functional neuroimaging group of the Medicine School of the Universidade de São Paulo. Neuroradiologist of the Instituto de Radiologia of the Hospital das Clínicas (HC/FMUSP) and the Centro Diagnóstico de Imagem of the Albert Einstein Hospital. Author of 100 scientific articles, focused on functional magnetic resonance imaging for studying the brain under several conditions.

Elisa Harumi Kozasa – One of the pioneers in research on the effects of contemplative practices over health in Brazil. She graduated in biology from the Universidade de São Paulo. Her master and doctorate degrees were in psychobiology from the Universidade Federal de São Paulo. Research Fellow of the Mind and Life Summer Research Institute. In 2006 she took part in the dialog with the Dalai Lama on Science and Spirituality. Presently is a visiting researcher at the Instituto do Cérebro of the Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein, and researcher at the Department of Psychobiology of the Universidade Federal de São Paulo. Qualified Aikido instructor (5th Dan). Has international certification as instructor for the Program Cultivating Emotional Balance, having been trained by Paul Ekman and Alan Wallace.

Geshe Lobsang Tenzin Negi – Senior lecturer of Emory University's Department of Religion, he directs the Emory-Tibet Partnership and co-directs the Robert A. Paul Emory-Tibet Science Initiative. After studying at the Institute of Buddhist Dialectics, he earned his PhD at Emory's Institute of Liberal Arts. He serves as a liaison between Emory and Tibetan institutions of higher learning and has played a key role in establishing Emory's affiliations with the Institute of Buddhist Dialectics, the Library of Tibetan Works and Archives, and Drepung Loseling Monastery. While teaching courses on Buddhist psychology and philosophy, mind/body medicine, and the interface of Buddhist thought and modern science, he also conducts a number of scientific studies on compassion meditation. He is the founder and spiritual director of Drepung Loseling Monastery in Atlanta

Luiz Eugênio Mello – Graduation in Medicine from Escola Paulista de Medicina (EPM), with master and doctorate degrees in Molecular Biology from Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), and post-doctorate degree in Neurophysiology from the University of California, Los Angeles. Professor of Physiology at the Medical School of the Universidade Federal de São Paulo. Member of the Academia de Ciências do Estado de São Paulo (ACIESP), and Academia de Ciências do Brasil (ABC). Decorated with the Ordem Nacional do Mérito Científico na classe Grã-Cruz. Specializes and worked in the following areas: neuroscience, basic mechanisms of acupuncture, cell therapies, epilepsy, neurodegenerative diseases, and science and technology management.

Tamara Russell – Academic (PhD) and Clinical Psychologist (D.Clin) with a background in Neuroscience (MSc) specializing in mindfulness-based interventions (MBIs) in healthy and psychiatric populations. She is a member of the Organizational Cognitive Neuroscience Association; British Neuroscience Society and co-editor of the MIT press publication “Methods in Mind.” She is an honorary lecturer of the Psychosis Division, Institute of Psychiatry, King’s College London. Her research and clinical work connects clinical psychology, neuroscience and contemplative practice. She runs training and workshops in the private and public sectors nationally and internationally on the delivery of mindfulness based interventions. She is the creator of the “Body in Mind Training” Program specifically designed for use with psychiatric populations at the more severe end of the spectrum. Tamara also consults with schools interested in bringing mindfulness and emotional and social learning into their curriculum via the “MindUp” and “Roots of Empathy” programs. She is an evidence-based practitioner with an established track record in the design and implementation of research projects with national and international research teams. She is a qualified martial arts and Tai Chi instructor, winning medals in national and international competitions.



Sept. 17, Saturday, from 9:30 to 11:30
Public talk of His Holiness the Dalai Lama.
Living Together with Responsibility and Cooperation.
Venue: West Pavillon of the Parque das Convenções do Anhembi
Av. Olavo Fontoura 1209 - gate 38 – São Paulo, SP
Free admittance (with previous registration)

The manner in which we see the world and other persons, in which we interpret circumstances and events happening around us can definitely affect our reactions to these facts and persons, to the world and its problems. This is our fundamental viewpoint. And I believe this is closely related to our capacity of overcoming problems and cultivating happiness. In order to face the challenges of the transformations going on in our world, I believe human beings will have to develop a greater sense of universal responsibility. Each one of us will have to learn to work, not only for oneself, one’s family or country, but for the benefit of humankind as a whole. Universal responsibility is the true key to the survival of our species.


Sept. 17, Saturday, from 13:30 to 15:30
Talk of His Holiness the Dalai Lama based on traditional Buddhist texts.
Cultivating Constructive Emotions.
Venue: Golden Hall of the São Paulo World Trade Center.
Avenida das Nações Unidas, 12551 - Brooklin Novo - São Paulo, SP

According to Buddhist teachings, positive mental states lead to serenity, trust, and happiness. The negative or destructive ones produce disturbances that do not affect only us but also those who are around us, most of the times causing unnecessary suffering. In order to train ourselves to diminish these destructive emotions it is necessary to overcome behaviors and reactive patterns that have become automatic. The implementation of adequate means and contemplative practices to cultivate the necessary antidotes can offset the negative effects of our reactions to disquieting events. To cultivate compassion and wisdom – exemplary means to inner development – we need determination and self confidence, the fruits of which benefit not only ourselves, but equally all of those with whom we share our days. There is no greater accomplishment than a pacified mind and a peaceful heart.



■Organization

Associação Palas Athena


■Sponsors

Urbaniza - Sustainable Solutions for New Econimical Needs
WTC Centro de Convenções
Prefeitura de São Paulo
SPTuris - São Paulo Turismo
Albert Einstein - Sociedade Beneficente Israelita Brasileira


■Support

UNIFESP - Universidade Federal de São Paulo
FMUSP - Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
ESPM - Escola Superior de Propaganda e Marketing



■Cooperation

Geraluz



■Host Institutions

Associação Brasileira de Cultura Tibetana
Associação Brasileira de Psicologia Transpessoal
Associação Meditar
Associação Terra da Paz
Centro Budista Casa de Dharma
Centro Budista Mandala de Guyasamaja
Centro Budista Tibetano Kagyü Pende Gyamtso
Centro Budista Sakya-Tsarpa Thupten Deckyid Hoedbar
Centro de Dharma Buda da Compaixão
Centro de Dharma Shapa-Kagiu
Centro de Cultura Tibetana
Centro de Estudos Budistas Bodhisatva
Centro de Estudos Budistas Nalanda
Centro Lótus
Centro Sakya
Centro Shiva Lha
Ciência Meditativa
Colegiado Buddhista Brasileiro
Comunidade Internacional Dzogchen Brasil
Comunidade Zen Budista Zendô Brasil
Dharmanet
Editora Bodigaya
Foundation for the Preservation of the Mahayana Tradition
Grupo de Estudos Karma Kagyu
Instituto Nyingma do Brasil
Karma Theksum Chokhorling
Ordem Budista Triratna
Paz a cada Passo
Sangha Plena Consciência
Shambhala Brasil
Shanga Kagen – Sherab Ling
Sociedade Soto Zen do Brasil
Templo Budista Higashi Honganji
Templo Zen Ti
Tergar Meditation Community


Informações disponibilizadas através do site: www.dalailama.org.br

sexta-feira, 1 de julho de 2011

IV Visita de SS o Dalai Lama ao Brasil - 2011



Prezados amigos e irmãos no Darma,


Acaba de ser divulgada, via Latin American Tibetan Association a visita de Sua Santidade o Dalai Lama ao México, Argentina e Brasil. Abaixo enviamos o boletim “Notícias Del Tibet”, publicado em espanhol.

Assim sendo, damos início à divulgação do programa que Sua Santidade realizará em São Paulo, cujo detalhamento segue em anexo. Adiantamos também que além do site destinado a promover a visita www.dalailama.org.br, também está sendo construído um blog, que estará disponível a partir do dia 10 de julho.

Felizes e agradecidos pela oportunidade singular que esta visita está oferecendo a todos nós, mesmo a partir do dia de sua concepção, saudamos a todos e a cada um com sentimentos de profundo enlevo.

No Dharma,

Att.

Enio Burgos
www.bodigaya.com.br