A Associação Meditar é uma sociedade civil com personalidade jurídica, sem fins lucrativos, não religiosa ou doutrinária. O primeiro núcleo surgiu em Porto Alegre-RS, e, atualmente, possui núcleos nas cidades de Santa Cruz do Sul, Lajeado, Novo Hambugo, Santa Maria, São Francisco de Paula, Capão da Canoa, Florianópolis, Chapecó e Cuiabá.

A Associação Meditar se propõe a: Difundir a prática da meditação; Congregar os praticantes da meditação; Coletar e divulgar os benefícios à saúde física e mental promovidos pela prática adequada da meditação; Criar, apoiar e promover a difusão de locais adequados para a prática de meditação (Núcleo ou Centros Meditar) no Brasil e no exterior; inclusive, com sedes rurais para abrigar seus membros em vida comunitária voltada à meditação, ao estudo, ao trabalho natural na terra, à contemplação da natureza.

Dedica-se a orientar a iniciação e o desenvolvimento das pessoas (empresa, escolas, associações) na meditação de forma clara, simples, objetiva e segura; Promover cursos, palestras, workshops, retiros e atividades voltadas à prática da meditação; Incentivar e promover a atitude mediativa, altruísta e pacífica, que implique na paz interna e externa, na não-violência, no respeito pela natureza, alimentação natural, bons valores humanos, no conhecimento e na sabedoria.

A Associação Meditar de Cuiabá se reúne sempre no Espaço Ligia Prieto. Endereço: Rua Min.João Alberto, 137 – Araés - Cuiabá. Informações pelo tel. (65)3052-6634.

(Atenção!!! - Em Julho, no período de recesso, estaremos com outro local de prática! O endereço é na Rua Professora Neuza Lula Rodrigues, n. 150, Casa 11 - Resid. Canachuê - B. Jardim Santa Amália.) Sempre aos sábados, das 07h às 08h! Informações: (65) 9.8143-4379 - Ivan.

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Por Alan Wallace
Para avaliarmos se estamos fazendo a prática de shamatha corretamente, há sempre duas coisas a serem consideradas: o que a sua mente está trazendo para você e o que você está trazendo para a sua mente. São duas coisas bem diferentes.
Algumas vezes durante a prática surgirão muitos pensamentos, não há como controlar, não há como escolher que isso seja diferente. Então você simplesmente repousa: muitos pensamentos vêm, muitos pensamentos vão. Você não está fazendo nada de errado; é assim que as coisas são. Mas se quando surgirem muitos pensamentos você for carregado por eles, aí sim: isso é distração, agitação.
Outras vezes, sua mente estará bem quieta, com poucos pensamentos. E isso também não quer dizer que você esteja fazendo a prática corretamente. Sua mente está simplesmente quieta. Neste caso, a mente está trazendo pouco pra você.
O que nós devemos trazer para a prática, seja lá como estiver a nossa mente, é a habilidade de não sermos carregados pelos pensamentos, de permitir que a nossa consciência permaneça em repouso, iluminando o nosso objeto de meditação, seja a respiração, seja o espaço da mente e eventos mentais, seja a própria consciência.
Portanto, é importante avaliar a sua prática em termos do que você está trazendo para a prática e não com base no que a mente está trazendo pra você.
Essa distinção é muito importante. Na nossa vida, alguns dias serão piores que outros. Haverá dias muito conturbados, com muito trabalho, muitas preocupações, dias ruins. A mente estará bastante irritada, toda a nossa energia estará perturbada. Pode ser que você se sente para praticar e dois minutos depois desista: “Esqueça! Hoje não vai dar pra meditar!” E então se levante, vá ver TV, ou vá para a internet. Isso é como estar muito doente e pensar: “Ah… estou tão doente! Estou muito doente pra tomar remédio! Vou deixar pra quando estiver me sentindo melhor!”
Nesses dias em que a sua mente estiver verdadeiramente uma confusão, você pode simplesmente se deitar na sua cama, com um travesseiro macio sob a sua cabeça e soltar completamente a tensão do corpo, a cada expiração, relaxar completamente, deixar o corpo respirar sem esforço, em seu ritmo natural. Relaxe até o finalzinho da expiração e nesse momento deixe a mente bem quieta, sem nenhum blá, blá, blá. E então permita que o ar entre novamente, sem puxá-lo, em total quietude.
Faça isso por 24 minutos. A mente que você trouxe para a prática pode estar completamente perturbada, atirando pensamentos, pedras, lama, tudo o que é tipo de coisa em você. Não há como controlar isso! É o que a mente está trazendo para você. Mas o que você está trazendo para a sua mente é tão doce, tão suave, tão tranquilizador, que após 24 minutos sua mente estará mais calma, quieta, equilibrada. E aí sim, no final da sessão avalie: esta foi uma boa sessão ou não? Talvez uma sessão difícil em termos do que a mente trouxe para você mas uma boa sessão em termos do que você trouxe para a mente.
É nos momentos em que a sua mente está mais desequilibrada que você mais precisa meditar.

Pema Chödrön: A História do Ladrão de Diamantes.

domingo, 12 de janeiro de 2014

Livro do Mês




A Lamparina Inexaurível - O Sutra Oculto de Vimalakirti - Enio Burgos

Detalhes
 
A Lamparina Inexaurível ilumina ensinamentos profundos, reveladores e, sobretudo, surpreendentes. Incorporando o sagrado Vimalakirti Nirdesa Sutra, escritura pertencente ao Mahayana, surgida por volta do primeiro século, seu enredo reconstitui uma época espiritualmente efervescente e contestadora da humanidade.
Ignorada, acusada de incorreção ou heresia, e abordando relevantes temas como a não-dualidade, o engajamento e a ação social, esta obra angariou tanto defensores quanto detratores, gerando intensa polêmica ao exaltar o leigo em detrimento do monge.
O Sutra de Vimalakirti apresenta o caso de um homem comum, porém dotado de sabedoria e poderes espirituais comparáveis aos dos Budas e Bodisatvas. Nesta obra romanceada, encontramos também magníficas aventuras ambientadas nos Jardins das Mangueiras, onde uma das mais belas mulheres da antiguidade, a ex-cortesã real Ambapali, juntou-se à comunidade monástica (Sangha) a fim de seguir o caminho da paz e do despertar.
“A chama de uma única vela acende inumeráveis outras velas. A luz que dissipa as trevas da Ignorância ilumina os corações inexaurivelmente. Amor, compreensão e felicidade compartilhados jamais diminuem, apenas se multiplicam e intensificam.” – Dr. Enio Burgos.

Capa Dura
Autor: Enio Burgos
Formato: 15 x 22 cm 304 páginas

Mais informações: http://bodigaya.com.br/index.php/

Para 2014: feliz continuidade - Sobre a Associação Meditar

Introdução:

A Higiene da Mente
Assim como lavamos nosso corpo todos os dias para remover as impurezas, os acúmulos e nos tornarmos asseados e sãos, semelhantemente, a meditação e a mente atenta realizam essa tarefa, porém, com relação à purificação de nossa mente.
Uma pessoa que não se banhar por alguns dias certamente se tornará de difícil convivência e o mesmo acontece se não realizarmos uma boa higiene da nossa mente. Então, se o banho diário é importante para a saúde e o bem-estar físico, a prática cotidiana da meditação é essencial para a saúde tanto física quanto mental.
Imagine o que aconteceria se uma pessoa jamais tomasse banho? E agora imagine alguém que jamais fizesse a sua higiene mental?
É neste contexto que entra o papel urgente da Associação Meditar, pois percebemos que poucos sabem como realizar a higiene mental, através da meditação e da mente atenta. E raras pessoas realizam tais práticas regularmente.
Em resumo, boa parte dos problemas, desequilíbrios e confusão que as pessoas experimentam hoje advém deste fato: elas não realizam a necessária higiene.
Se as pessoas soubessem dos benefícios destas duas práticas milenares de equilibrio mente-corpo-coração, ou seja, o poder da meditação e da mente atenta, elas seriam muito beneficiadas.
Este é o trabalho básico da Associação Meditar. Ensinar e difundir estas duas práticas maravilhosas para que o ser humano venha a alcançar maior equilíbrio, paz, saúde e felicidade.

Breve Histórico
A Associação Meditar surgiu em torno de 1998 como resultado de um movimento laico, uma alternativa clara e segura para se aprender e praticar a meditação e a mente atenta sem a necessidade de as pessoas trocarem suas crenças pessoais ou adotar culturas exótica e novas religiões.
A Associação Meditar consiste, por conseguinte, de um movimento universalista, plural e aberto a qualquer ser humano, pertencente a qualquer religião ou mesmo ateu e agnóstico, desde que esteja interessado no seu autoaprimoramento através desta saudável prática milenar.
Os chamados Núcleos Meditar são locais onde as pessoas interessadas em praticar meditação podem encontrar pessoas que as orientem de forma simples, clara e segura. São pessoas generosas, que participaram de retiros de prática, estudos e orientação a fim de passarem a servir como difusores dos benefícios destas práticas. Para isso, motivadas por um sentimento nobre de profunda compaixão e generosidade, elas se dedicam a receber os interessados em aprender a meditação e a mente atenta.  
Sinta-se muito bem-vindo e à vontade na Associação Meditar! Estaremos sempre trabalhando para servir da melhor forma que pudermos para que esta entidade cresça e se desenvolva em benefício de todos.

Site da AM: http://www.associacaomeditar.org/index.php

Núcleo de Cuiabá/MT: http://associacaomeditardecuiaba.blogspot.com.br/

Buddhist Chant - Heart Sutra (Sanskrit) by Imee Ooi - Feliz 2014