A Associação Meditar é uma sociedade civil com personalidade jurídica, sem fins lucrativos, não religiosa ou doutrinária. O primeiro núcleo surgiu em Porto Alegre-RS, e, atualmente, possui núcleos nas cidades de Santa Cruz do Sul, Lajeado, Novo Hambugo, Santa Maria, São Francisco de Paula, Capão da Canoa, Florianópolis, Chapecó e Cuiabá.

A Associação Meditar se propõe a: Difundir a prática da meditação; Congregar os praticantes da meditação; Coletar e divulgar os benefícios à saúde física e mental promovidos pela prática adequada da meditação; Criar, apoiar e promover a difusão de locais adequados para a prática de meditação (Núcleo ou Centros Meditar) no Brasil e no exterior; inclusive, com sedes rurais para abrigar seus membros em vida comunitária voltada à meditação, ao estudo, ao trabalho natural na terra, à contemplação da natureza.

Dedica-se a orientar a iniciação e o desenvolvimento das pessoas (empresa, escolas, associações) na meditação de forma clara, simples, objetiva e segura; Promover cursos, palestras, workshops, retiros e atividades voltadas à prática da meditação; Incentivar e promover a atitude mediativa, altruísta e pacífica, que implique na paz interna e externa, na não-violência, no respeito pela natureza, alimentação natural, bons valores humanos, no conhecimento e na sabedoria.

A Associação Meditar de Cuiabá se reúne sempre no Espaço Ligia Prieto. Endereço: Rua Min.João Alberto, 137 – Araés - Cuiabá. Informações pelo tel. (65)3052-6634.

(Atenção!!! - Em Julho, no período de recesso, estaremos com outro local de prática! O endereço é na Rua Professora Neuza Lula Rodrigues, n. 150, Casa 11 - Resid. Canachuê - B. Jardim Santa Amália.) Sempre aos sábados, das 07h às 08h! Informações: (65) 9.8143-4379 - Ivan.

sábado, 20 de março de 2010

O Coração do Sutra Prajnaparamita


O Coração do Sutra Prajnaparamita
(O Sutra do Coração)

O Bodisatva Avalokita, quando penetrava nas profundezas da Perfeita Compreensão, lançou luz sobre os cinco agregados e constatou que eram igualmente vazios. Depois desta percepção ele sobrepujou toda dor.

"Escute Shariputra, forma é vacuidade, vacuidade é forma, forma não difere de vacuidade, vacuidade não difere de forma. O mesmo é verdade para com os sentimentos, percepções, formações mentais e consciência.

Ouça, Shariputra, todos os fenômenos trazem a marca da vacuidade. Eles não são produzidos, nem destruídos. Nem impuros, nem puros. Nem crescentes, nem decrescentes. Desta maneira, na vacuidade não há nem forma, nem sentimentos, nem percepções, nem formações mentais, nem consciência; nem olho, ou ouvido, ou nariz, ou língua, ou corpo, ou mente; nem forma, nem som, nem cheiro, nem sabor, nem tato, nem objeto da mente; nem campos de atuação (dos olhos até a consciência mental), nem originações interdependentes e nem a extinção delas (da ignorância até a velhice e morte); nem sofrimento, nem origem do sofrimento, nem extinção do sofrimento, nem caminho, nem compreensão, nem realização.

Porque não há realização, os bodisatvas, apoiados na Perfeita Compreensão, não encontram obstáculos para suas mentes. Não tendo impedimentos, eles superam o medo, libertando-se para sempre da ilusão e alcançando o perfeito Nirvana. Todos os Budas no passado, presente e futuro, graças a esta Perfeita Compreensão, atingem a Iluminação completa, perfeita e universal.

Assim, todos devem saber que a Perfeita Compreensão é um grande mantra, o mais elevado mantra, o inigualável mantra, o destruidor de todo o sofrimento, incorruptível verdade. O mantra do Prajnaparamita deve portanto ser proclamado. Este mantra:

"Gate gate paragate parasamgate bodhi svaha"

(Chegados,chegados, na outra margem, todos, iluminados, salve!)

Nenhum comentário:

Postar um comentário